sexta-feira, 3 de junho de 2011

Relato de reportagem gravada pelo Fantástico que não foi ao Ar falta de acessibilidade nos ônibus, gravamos dia 04/05/2011 fui palhaço por um dia


Faço aqui um breve Relato do convite da produção do Fantástico para mostrar-mos a realidade nos transportes para pessoas com deficiência, tema da reportagem (ônibus adaptados e como somos tratados pelos motoristas) a reportagem foi gravada pelo Fantástico e não foi ao Ar, Foi constatado pela equipe do Fantástico a falta de acessibilidade nos ônibus e nos micro-ônibus, circulam na rede micro-ônibus com espaço para cadeirantes mas sem elevador os cadeirantes tem que ser embarcados carregados pelos motoristas e cobradores, gravamos os flagrantes dia 04/05/2011 perdi meu tempo e fizeram Valdir Timóteo de palhaço pela primeira e última vez, tive uma grande decepção descobri que o Fantástico não é tão Fantástico, Bom pode ate ser fantástico me fizeram de palhaço por um dia, Isso é Fantásticooooooo.

Vejam e-mails abaixo, não os procurei, eles me procuraram, pena que foi apenas para me fazer de palhaço.

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

Para valdirtimoteo@hotmail.com

De:

Felippe Coaglio_Let (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Enviada:

terça-feira, 3 de maio de 2011 21:30:21

Para:

valdirtimoteo@hotmail.com

Oi Valdir, boa noite.

Primeiramente muito obrigado pela sua ajuda com a nossa gravação!!

Vou pedir para o táxi adaptado ir te buscar amanhã por volta das 10h/10h15, ok?

Vou ver algum ponto de ônibus bem movimentado na Zona Leste e depois te falo.

Abrs e até amanhã! Te ligo antes do táxi chegar.

Abrs

valdir timóteo

Para felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br

De:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com)

Enviada:

terça-feira, 3 de maio de 2011 21:34:34

Para:

felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br

Olá Felipe Boa Noite,

Ok combinado fico no aguardo

Abraços

Observação a equipe do Fantástico não conseguiu um Táxi adaptado tive que ir em um Táxi comum, Onde estão os Táxis adaptados da cidade de São Paulo? A equipe do Fantástico não mostrou isto.

valdir timóteo

Para Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

De:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com)

Enviada:

sábado, 28 de maio de 2011 11:06:41

Para:

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Bom Dia Felipe Tudo Bem? Espero que sim.

Felipe por Gentileza você sabe se a matéria que gravamos sobre acessibilidade nos ônibus vai ao ar?

Se for ao ar você saberia me informar a data?

Obrigada

Abraços

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

Para valdir timóteo

De:

Felippe Coaglio_Let (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Enviada:

terça-feira, 31 de maio de 2011 15:39:39

Para:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com)

Oi Valdir, tudo bom??

Desculpe a demora para responder.

Tivemos mudanças no quadro a acredito que a entrevista não vá ao ar dessa vez. Me desculpe. Infelizmente o tempo muitas vezes é cortado e temos que diminuir a quantidade de entrevistas. Se eu tiver mais alguma novidade eu te aviso.

Grande abraço,

Felippe

valdir timóteo

Para Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

De:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com)

Enviada:

terça-feira, 31 de maio de 2011 16:43:34

Para:

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Obrigada pela resposta Felippe, Só acho um desrespeito por parte de vocês, pediram a nossa colaboração para produzir um material tão importante como a declaração do motorista do ônibus dizendo ter 7 ônibus na linha e apenas um adaptado, falar que devemos reclamar, vocês viram o descaso que as empresas e a municipalidade tem com as pessoas com deficiência e não vão mandar uma matéria dessas para o Ar?
Sinceramente isso faz com que vocês percam a nossa credibilidade e a nossa confiança, me dispus do meu tempo para atende-los e vocês jogam meu tempo no lixo? Não contem connosco para mais nada, se vocês tem tempo para jogar fora eu não tenho, sinceramente estamos muito decepcionados com essa atitude de vocês, não me entenda mal, mas sou verdadeiro em tudo o que faço, repensem suas atitudes.

Um Abraço e que Deus ilumine seus caminhos

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

Para valdir timóteo

De:

Felippe Coaglio_Let (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Enviada:

terça-feira, 31 de maio de 2011 17:28:11

Para:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com

Oi Valdir. Poxa, lamento profundamente. Infelizmente naquele dia estávamos tentando registrar flagrantes do descaso dos motoristas e da falta de frota adaptada para compor na nossa reportagem, cuja história inicial era o drama enfrentado pelo Sr. Fernando, que não encontra ônibus adaptados na cidade onde vive e por isso processou a empresa de ônibus da cidade.

Como tínhamos combinado, a idéia era mostrar se esse drama acontecia aqui em São Paulo também. Passamos a manhã gravando e não conseguimos fazer esse flagrante. Posteriormente a edição decidiu não usar esse material que fizemos para no lugar ocupar mais tempo com o problema enfrentado pelo Sr. Fernando. Nossa idéia é e sempre foi chamar a atenção das autoridades para o problema. Por isso mesmo os editores do quadro optaram por mostrar o problema no norte do país, pois lá tínhamos flagrantes e poderíamos chamar mais a atenção das autoridades para que busquem uma solução.

Entendo que o senhor gastou o seu tempo conosco para depois o material não ser usado, mas veja que não usamos esse material para usarmos outro que seria mais forte e que continua lutando pela causa que foi e é a nossa idéia inicial: o direito de ir e vir e a acessibilidade.

Vamos lamentar profundamente se não pudermos contar mais com a ajuda de vocês em futuras reportagens.

Abrs,

Felippe

valdir timóteo

Para Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico

De:

valdir timóteo (valdirtimoteo@hotmail.com)

Enviada:

terça-feira, 31 de maio de 2011 17:47:48

Para:

Felipe Coaglio TV Globo produção do Fantastico (felippe.coaglio_let@tvglobo.com.br)

Felipe não contem mais connosco mesmo, Vocês querem material melhor do que a declaração do próprio motorista do ônibus para chamar a atenção das autoridades e mostrar o descaso que as autoridades tem com o seguimento das pessoas com deficiência?
Eu ainda expliquei para vocês da falsa impressão de acessibilidade quando juntam-se todos os veículos adaptados nas vias principais. Expliquei que quando esses veiculos são pulverizados para os bairros as dificuldades ficam enormes e vocês constataram isto, Olha Felipe sinceramente estou me sentindo um palhaço nessa história, O material que foi produzido por nós mostra a pura realidade e não vejo motivos para esse material não ir ao ar, se não vai para o Ar significa que o Fantástico mostra apenas meia verdade, repensem suas atitudes.

Resumindo o Fantástico registrou os flagrantes do descaso inclusive com uma declaração de um motorista da linha Jardim São Pedro / Tatuapé dizendo que infelizmente eu não poderia embarcar no ônibus porque não tinha elevador e a cadeira de rodas não passa pela porta do ônibus, o motorista sugestionou que eu reclamasse com a empresa visto que, naquela linha havia sete ônibus em circulação de 40 em 40 minutos e dentre esses sete ônibus apenas um era adaptado, o motorista indignado com a situação disse que em sua opinião a empresa deveria colocar no mínimo dois ônibus adaptados na linha um indo e outro voltando, disse também que, se eu estivesse no ponto sentido contrario ficaria por mais de duas horas esperando um ônibus adaptado daquela linha, a equipe do Fantástico filmou tudo isto e não mandaram para o Ar, Porque será? Será que podemos confiar nas matérias feitas pelo Fantástico?

Notem nos e-mails acima que o produtor diz que o foco da matéria seria registrar flagrantes do descaso dos motoristas e da falta de frota adaptada, Pois bem, os flagrantes foram feito e não colocaram no Ar sob o pretexto de que tinham flagrante mais forte no NORTE do país, Não teve flagrantes fortes no Sudeste?

Será que a matéria não foi ao Ar por eu não ter dramatizado dando uma de vitima e de coitadinho assim como me foi pedido para falar macio?

Faço este registro demonstrando a minha indignação com a Rede Globo de televisão por tomar o meu tempo registrar a realidade da falta de acessibilidade no transporte publico da cidade de São Paulo e NÃO levarem os FATOS para conhecimento publico.

Mais uma informação a produção do Fantástico tentou contratar um Táxi adaptado para me levar ate os locais onde faríamos as gravações e NÃO conseguiram, me mandaram um Táxi comum, o produtor Felippe achou um absurdo não terem conseguido um Taxi adaptado e mesmo assim nada disso foi citado, O que nos leva a crer que a Globo sabe muito e informa muito pouco ou quase nada.

Rede Globo de televisão os senhores perderam toda a credibilidade e confiança que eu tinha pelos senhores, Peço a gentileza dos senhores a NUNCA mais me convidarem para ser palhaço dos senhores.

Com indignação pelo descaso da Rede Globo com a minha pessoa é que coloco esse acontecido a publico.

Valdir Timóteo Leite




Resultado desta reportagem, só incentiva as empresas a continuarem desrespeitando os direitos das pessoas com deficiência, absurdamente a conciliadora tenta um acordo de 1.000,00 Reais, Seu direito de Ir e Vir é leiloado por 1.000,00 Reais? O pior de tudo é que mesmo com as gravações do descaso Fernando perdeu a causa o que deixa os empresários impunes e rindo das nossas caras.



Rosana Noronha mãe de criança com deficiência solicitou que fizessemos a publicação abaixo
É com indignação que, como cidadã e mãe de uma criança portadora de deficiência me manifesto a respeito da reportagem do Conciliador do Fantástico, acessibilidade em transportes urbanos, data ( 29/05/2011).
Não bastasse o não atendimento a quantidade de veículos adaptados que deveriam estar em circulação, ainda passasse pelo descaso do motorista que conduz o veículo adaptado não parar para embarcar o cadeirante, com a justificativa de que o veículo só comporta o transporte de uma cadeira de rodas.
É inconcebível que ainda tenha-se que praticamente implorar para que seu direito seja respeitado, e o pior, nem diante da mídia há qualquer constrangimento por parte da empresa quanto ao não atendimento ao que determina a lei.
Falta de respeito ou falta de fiscalização??? Quem deverá ser cobrado???
A empresa de ônibus ou a municipalidade que não toma providências e deixa correr frouxo???
Para que o cidadão portador de deficiência não passe por este tipo de constrangimento, não pode haver mais tolerância quanto prazo para adaptação de 100% da frota.
Devemos estar atentos para não perpetuarmos certas práticas geradas sob o paradigma da integração social, tais como: aceitação de cotas específicas para pessoas com deficiência (reserva de vagas em concursos, reserva de vagas no mercado de trabalho, reserva de assentos em transportes coletivos, cota de unidades habitacionais, certa porcentagem de transportes coletivos adaptados etc.). Tais práticas são segregativas, discriminatórias e só reforça aspectos negativos.”
As pessoas portadoras de deficiência têm que ser respeitadas e ter oportunidades de forma igualitária a qualquer cidadão, pois não é a deficiência que determina à capacidade, o conhecimento, a perspectiva, mas sim as atitudes da sociedade quando determina de que forma o portador de deficiência deve ir e até onde pode chegar.
A inclusão significa participar da sociedade como todo, não como parte de uma cota determina por ela. Mesmo porque na Constituição, nossa lei maior, não existe nenhum parágrafo ou artigo dizendo que existe cotas de direitos de acordo com a característica de cada cidadão.

Um comentário:

Viver um dia de cada vez disse...

Oi Valdir.
Sei bem como você se sentiu... A algum tempo atrás fui entreveistada pelo grupo folha para falar sobre adaptações num parque municipal (zona leste de São Paulo). No fim a reportagem saiu só elogios para o local que aniversariava.
Ele me achou através do meu blog onde postei o susto que levei ao chegar lá e me deparar com a falta de acessibilidade.
http://marciapitelli.blogspot.com/2011/02/apesar-do-estresse-do-caminho-nao.html
Sabe Valdir, eu sou nova nesse negócio de adaptações,kkkk. Faz 3 anos que contrái um infecção hospitalar e em uma das cirurgias ficarão algumas sequelas ...Sou prova viva que as adaptações tem que acontecerer em carater de urgencia, afinal ninguém esta livre de nada ,além de adaptações não serem só pra nos e sim para mães com carrinhos, idosos...
Tudo é novo pra mim, mas já percebí que o descaso as nossas necessidades não são coisas novas, pelo contrário acho que é falta de educação.
Acho que temos que atingir o público infantil, só assim vamos ser ouvidos.
Espero um dia nos falarmos pessoalmente.

Abraço

Vamos exercer a nossa cidadania e eliminar os maus políticos da vida publica, ESSE PODER É NOSSO

Somos 45 milhões de brasileiros cidadãos e cidadãs com algum tipo de deficiência sem ter nossos direitos respeitados. Quem esta preocupado e trabalhando de verdade por essa população? Até Quando vão continuar nos ignorando? Para que servem as Leis Federais se os próprios governos as desrespeitam? Porque o Decreto 5.296 de 2004 não foi e não é cumprido? Senhores mandatários do poder hoje nós somos os abandonados amanhã pode ser os senhores!!!! Vamos exercer a nossa cidadania e eliminar os maus políticos da vida publica, ESSE PODER É NOSSO

Postagens populares

Movimento Inclusão Já

Loading...